Quando falamos de aprendizagem é comum vir à cabeça um professor ou instrutor ensinando em uma sala de aula, em um auditório ou em qualquer outro ambiente que permita ao indivíduo aprender escutando e observando. No entanto, existem outros tipos de ensino tão ou mais eficientes do que o próprio método tradicional, como o uso de games na educação.

Se tem algo que o ser humano gosta é de encontrar novas formas de entretenimento, mas o que pouca gente sabe é que o entretenimento pode ser usado para algo além de diversão nos momentos de lazer. O uso de games na educação é a prova do potencial – até então oculto – que as atividades usadas para nos entreter têm para ajudar na aprendizagem.

O jogo pode ser uma forma de descontração para ensinar de maneira mais interessante e motivadora. Mas a vantagem de utilizar as técnicas de games vai além. Ao participar de uma atividade lúdica e interativa, a pessoa aprende com os desafios encontrados, com os objetivos conquistados e até mesmo com as derrotas ao longo do caminho.

As empresas que desejam engajar seus funcionários, aumentar a produtividade e a satisfação dos colaboradores percebem excelentes resultados ao aplicar esse método. Isso acontece por causa de um ensino dinâmico e rico em estímulos.

Neste artigo iremos falar sobre o uso dos games na educação corporativa e de como eles podem auxiliar no processo de capacitação dos colaboradores da sua empresa.

O jogo como forma de aprendizagem

A palavra “jogo” vem do vocábulo latino ludos, que significa diversão, brincadeira. Desde o início dos tempos, o ato de jogar era visto como um recurso capaz de promover um ambiente motivador e agradável para adquirir novos conhecimentos e habilidades.

Um dos maiores pensadores do século XX, Piaget defendia que a atividade lúdica é um dos métodos mais eficientes para o desenvolvimento físico e intelectual das crianças. É por meio de jogos que as crianças descobrem o que está a sua volta, percebem os objetos, o espaço, o seu corpo e muito mais.

O mais interessante é que os games também funcionam na aprendizagem de jovens e adultos. O que muda é o tipo de jogo, o método aplicado e o objetivo a ser alcançado. Foi comprovado que eles incentivam a socialização, possibilitam a resolução de uma série de problemas e dificuldades e proporcionam um ambiente agradável e atraente para realizar treinamentos, palestras ou aulas.

Objetivos claramente definidos

Nos jogos é bem simples saber quando você está ganhando ou perdendo ou se está no caminho correto para cumprir a missão, a proposta é trazer isso para dentro do ambiente coorporativo que nem sempre dá aos funcionários clareza sobre seu desempenho.

Dentro da plataforma gamificada, o colaborador pode ter consciência sobre sua performance e quais objetivos são esperados a partir de suas ações.

Usar o princípio da escolha para tomar as melhores decisões

Dentro do ambiente empresarial, nem sempre é possível escolher o que você quer fazer pelas consequências que essa decisão traz. Por outro lado, nos jogos não há problema em ter liberdade de escolha e o jogador se torna protagonista de uma história formada por suas escolhas no jogo.

Feedback

Os games trazem feedbacks constantes sobre o desempenho do jogador. No caso do colaborador, os feedbacks trazem sensação de reconhecimento e motivação.

A própria plataforma Ludos Pro entrega para os gestores relatórios com o desempenho dos funcionários, essas informações podem ser usadas para reforçar o que vem sendo trabalhado na plataforma por meio de feedbacks no mundo off-line.

Competição

Os jogos mexem com o lado competitivo de qualquer um, assim que se dá “play” na partida o jogador quer vencer o desafio proposto. E como seria isso dentro do ambiente empresarial?

Os desafios no mundo real começam a ser encarados de maneira diferente já que os funcionários estão mais motivados a terminar o curso e, por consequência, consumindo com mais vontade o conteúdo.

Além desses motivos, psicólogos afirmam que os jogos conseguem trabalhar bem com o desenvolvimento do trabalho em equipe resultando na sensação de autorrealização entre os participantes.

O sucesso conquistado pela equipe é o sonho de muitos líderes para seus liderados. Isso já se tornou uma realidade no mundo dos jogos online, então que tal levar para a sua empresa através da gamificação?

Estímulo de novos comportamentos

As técnicas de jogos são uma excelente ferramenta para estimular novos comportamentos. Os desafios e conquistas vividos ao longo do game conseguem motivar o colaborador e deixá-lo ainda mais envolvido com os objetivos da empresa. Ele passa a sentir mais determinação ao se esforçar para atingir as metas e pode ser um influenciador positivo dentro do time.

Superar desafios e desenvolver novas habilidades

Além de gerar interesse e prazer, enfrentar desafios é uma excelente maneira de se preparar para experiências positivas e negativas que virão pelo caminho. Ao longo das tentativas de superar os obstáculos, o indivíduo aprende a resolver problemas e desenvolve habilidades e conhecimentos que podem ser muito úteis na vida real, como em sua função no trabalho, por exemplo.

Sociabilização

Quando o jogo é coletivo e integra vários participantes, ele passa a estimular o âmbito social, proporcionando a troca de experiências e desenvolvendo o senso de cooperação nos participantes. Por meio de debates ou até mesmo por desafios enfrentados juntos, é possível aprender novos pontos de vista, estimular a convivência em grupo e a aceitação das regras em uma empresa ou comunidade.

Criatividade e resolução de problemas

Enfrentar o chefão exige conhecimentos e habilidades que nem sempre temos na primeira batalha, mas que precisamos adquirir ao longo da jornada e das tentativas. O que nem sempre percebemos é que todo esse esforço em vencer um inimigo estimula o pensamento, a criatividade e a imaginação na busca da melhor maneira de atingir um objetivo. Por meio de toda essa experiência, o jogador desenvolve a capacidade de realizar análises mais profundas e resolver problemas.

A inovação do método

Durante décadas, o sistema educacional seguiu a mesma rotina para transmitir aprendizados, contudo, a evolução tecnológica mudou isso nos últimos anos e as plataformas de ensino a distância estão incorporando, desde seu surgimento, o uso de novas dinâmicas para engajar o aluno.

Se tornou perceptível a necessidade de utilizar plataformas gamificadas que possam trabalhar em conjunto com empresas, para ensinar os colaboradores de maneira lúdica, simulando jogos e melhorando suas habilidades e competências cognitivas.

Dentro da plataforma gamificada do Ludos Pro, por exemplo, o colaborador pode criar seu avatar, cumprir missões para conquistar pontos e moedas – que posteriormente podem ser trocadas por prêmios físicos ou virtuais. Ou seja, ele está o tempo inteiro recebendo incentivos para continuar aprendendo.

Além disso, a plataforma tem mais de vinte mecânicas como quiz, quebra-cabeças, jogo dos 7 erros, forca e vários outros que podem ser personalizados para atrair a atenção dos colaboradores.

Essa é uma das principais vantagens do uso de games na educação coorporativa: a aprendizagem não se torna entediante e exercita diversas áreas do cérebro.

Existem diversas oportunidades de integrar games na educação, algumas delas têm relação com a criação de missões que desafiem o colaborador enquanto outras são usadas para aumentar seu engajamento. Por exemplo:

1.       Através do universo virtual, criar situações de aprendizado para aumentar o engajamento da equipe (como as premiações e o ranking).

2.       Trabalhar com a aprendizagem colaborativa por meio da troca de conhecimentos entre alunos/colaboradores.

3.       Possibilitar que o colaborador assista às aulas a qualquer momento e de qualquer lugar, sendo algo flexível em comparação com treinamentos presenciais (e mais econômico).

 

Para uma empresa que busca transmitir conhecimento de qualidade e gosta de trabalhar a interatividade entre seus colaboradores, esse é o modelo de plataforma ideal.

Trabalhando corretamente esses elementos, o conhecimento adquirido no jogo pode ser transportado para a vida real aumentando então a retenção dele e tornando-o significativo para o colaborador.

O uso de games na educação chegou para todos

Não importa qual seja o ramo de atuação da empresa, a gamificação pode ser usada em qualquer setor para auxiliar na aprendizagem corporativa.

Diversas empresas vêm sofrendo com o elevado nível de exigência para seus funcionários exercerem determinadas funções, isso tornou indispensável o uso de bons métodos de capacitação dos colaboradores. Esses métodos devem ser direcionados para extrair o melhor de cada funcionário.

Independente do serviço prestado pela empresa ou do tempo que ela tem de mercado, todas estão passando pela necessidade de capacitar seus colaboradores e nada melhor do que fazer isso em parceria com uma boa plataforma gamificada.

Gamificação é o futuro da educação corporativa

A tecnologia está mudando a forma como aprendemos e chegou a hora de se atualizar.

O uso de games na educação é uma maneira de sanar essa necessidade e trazer mais engajamento para dentro das empresas, aqueles que começarem a usar isso antes terão vantagem sobre os outros.

Não importa o ramo de atuação da sua empresa, invista em inovação e acompanhe nossos conteúdos para estar sempre atualizado(a).

 

Quer saber mais sobre gamificação e levar esse método para a sua empresa? Entre em contato com o Ludos Pro e confira resultados reais!

 

Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados: